Como está sua relação com a atividade física e exercícios?

Eu nunca tive uma boa relação com exercícios físicos, quando criança lembro de detestar a aula de educação física, se pudesse eu fugia da aula, infelizmente não era possível e sofria toda vez que tinha que ir à quadra.

O sofrimento todo era por causa do meu corpo, fui uma criança gordinha e desajeitada, não conseguia correr muito, nem fazer atividades muito ágeis, com isso sempre era uma das últimas a ser escolhida para os grupos, isso foi tão marcante pra mim que até hoje não gosto de esportes coletivos. Eu li uma frase no livro “A coragem de ser imperfeito” que também me tocou bastante, a autora contava sobre sua filha, ela também estava triste porque não queria ser mais tratada como “os outros”, ela queria ser chamada pelo nome… Isso era uma coisa que me incomodava muito, ser a gordinha sem nome, a última do time, enfim…

Com minha falta de habilidades para esportes coletivos e corrida, passei a me dedicar a natação, nado desde os seis anos e confesso que também não gostava, porém aos pouquinhos a água foi me cativando, nesse época minha dificuldade era com a perfeição, eu queria ser boa como as meninas mais velhas, mais rápidas, nem sempre era possível, e eu me chateava… Era a insegurança batendo…

Fui crescendo e a minha relação com o exercício passou a ser de “emagrecer”, eu passei a ir todos os dias, corria, fazia musculação, nadava, fazia tudo o que era possível e pensava em quantas calorias estava gastando em cada atividade.

Veio a corrida, que me conquistou logo de cara, porém aos poucos começou a virar uma obrigação, eu tinha que correr porque tinha que fazer a meia maratona… deixou de ser eu quero, para ser eu tenho, e percebi que isso não estava mais sendo saudável.

O que eu quero dizer com toda a minha história é que muitas vezes colocamos um significado no exercício que devemos ressignificar..

Hoje eu já me arrisco a participar de algumas atividades coletivas, não é fácil, mas tento, porém eu descobri um prazer enorme em outras atividades, durante minha vida já experimentei um pouco de tudo, acho super válido, quanto mais experimentar, mas saberá do que gosta!

Mas também não adianta sair do pensamento de “detesto exercício” para “tenho que fazer exercício”.

A prática de atividade física deve ser prazerosa, gostosa, não deve ser punição, não deve servir para eliminar as calorias, ela deve fazer parte da sua vida de uma forma gostosa.

Experimente novas atividades, hoje em dia temos tanta opção, você não precisa fazer um tipo de exercício especifico. Se você não gosta de academia, porque não tenta dança, circo, funcional?

A atividade física tem uma função tão importante na nossa vida que vale a pena tentar!

 

E o tal efeito sanfona?

Você começa a se olhar no espelho e passa a não gostar do que vê, se pesa e acha que está com alguns quilos a mais, faz uma busca na internet e começa a seguir algumas dicas que leu por lá, muitas das dicas diziam para você cortar o pão, o carboidrato, não jantar e tomar um shake. Em alguns dias você já começa a ver diferença no peso, muitas vezes na primeira semana você já elimina uns 2kg e com isso passa a acreditar que o caminho da restrição é o correto.

O que você não sabia é que depois de algumas semanas estaria super enjoada de comer o mesmo alimento todos os dias e que sua ansiedade iria aumentar, com isso você passaria a beliscar mais durante o dia e a se sentir super culpada por isso. Logo, você não sabia que iria engordar os quilos perdidos novamente!

sanfona

Quem aqui nunca passou por uma situação parecida com essa? Dieta restritiva, emagrecimento e ganho de peso novamente!

Quando falamos que dieta não funciona, não estávamos dizendo que ela não emagrece, com certeza fazer dieta, ainda mais restritiva, emagrece, porém é muito difícil manter o peso conseguido após muita restrição.

Quanto maior for a restrição, mais o corpo tenta se proteger, os sinais de fome e saciedade ficam prejudicados, você pensa mais em comida, come mais, come pior, come com culpa e a culpa faz comer mais ainda. É possível que nessa hora você pense em fazer uma nova dieta pensando “quem sabe essa dê certo”! Infelizmente a chance de ter os mesmos problemas é imenso.

E como resolvemos isso? Mudança de comportamento! Você precisa mudar a forma de viver, isso mesmo! Estar saudável é mudança de estilo de vida, é praticar atividade física, não estou falando aqui de ir para academia somente, estou falando de ser ativo no dia-a-dia, subir escadas, andar, estacionar o carro mais longe, coisas do tipo, além de voltar a se conectar com seu corpo, perceber sinais de fome e saciedade, melhorar o relacionamento com a comida, comer com atenção, devagar, cozinhar e dormir bem.

Se você deseja emagrecer, precisa entender o que te fez engordar, quais são as causas. Somente tratando a causa é que teremos resultado!

“Mude
Mas comece devagar, porque a direção
é mais importante que a velocidade.”

Edson Marques

Travessia Canal de Ilha Bela e Fuga das Ilhas 2017 – Eu fui

A gente tarda mas não falha hehe

Eu sei que já faz um tempinho dessas provas, mas eu acho muito legal compartilhar com vocês minhas conquistas e desafios por aí, acredito que possa ajudar alguém que esteja pensando se vai ou não, que ainda não tenha tido coragem ou que precise somente de um empurrãozinho.

Dia 05 de novembro de 2017 foi realizado a Travessia do Canal de Ilha Bela, foi minha segunda participação na prova e devo dizer que a qualidade melhorou bastante, isso porque já tinha achado a prova bem organizada desde a primeira edição.

Aproveitamos que era feriado e fomos na sexta-feira, o tempo estava bom porém foi mudando e no sábado a noite já era preocupante, havia chance da prova ser cancelada, os ventos e a correnteza estavam muito fortes. Tivemos um simpósio no dia anterior bem bacana, foi falado de preservação ambiental e de como funcionaria o embarque dos atletas e a prova. Achei bacana porque eles tinham 3 planos (sul, norte ou canal fechado), iriamos nadar de qualquer jeito, talvez não atravessaríamos o canal.

20171104_155332

Domingo acordamos com um tempo bem feio e foi confirmado que não conseguiríamos atravessar o canal, fizemos a travessia margeando a costa sempre a favor da correnteza, que facilitou bastante nossa vida, pegamos a correnteza contra bem no final, o pedacinho era tão curto, mas estava puxando muito, tive câimbra e um amigo me ajudou.

IMG-20171204-WA0014

Foi uma prova bacana com

gostinho de quero mais, afinal iriamos nadar 4k e acabamos nadando 3k e sem a emoção e desafio de atravessar o canal.

Agora em 2018 a prova mudou de data e será realizada em dezembro, ainda bem, porque demoramos 5 horas na fila da balsa para voltar, lembra que era feriado hehe, prometi para mim mesma que se não mudassem a data da prova não participaria mais rss.. nossos pedidos foram aceitos!

Se você já tem uma experiência com travessias e está em busca de novos desafios, eu super recomendo essa prova!

Já em dezembro foi a vez da Fuga das Ilhas, travessia que já faço a algum tempo, somos levados de barco pra uma Ilha e voltamos nadando para o continente, diferente da travessia do canal, a distância é de 2k.

A fuga é uma prova bem gostosa e deve ser feita sem muitas pretensões, a organização da prova ainda é falha, na minha opinião e deixa muito a desejar. Mas o clima da prova é ótimo, o que faz com que eu todo ano pegue meu maiô e meus óculos e vá hehe..

Dessa vez o mar estava bem calmo e não tivemos maiores problemas em fazer a travessia, o dia também estava bem bonito e as águas cristalinas.

Prova bem bacana para quem quer estreiar em distâncias um pouco maiores, se você já fez uma prova de 1000mts já é possível fazer a fuga.

IMG-20171210-WA0006

 

Nadar no mar me traz paz e um sensação maravilhosa de contato com a natureza! Lembram daquela citação: não é a água com açúcar que acalma, é a água com sal¿ Pois é, é exatamente o que sinto quando estou em contato com o mar!

Bons treinos

Imagem: Swim Channel

Performance Run Aquathlon & Travessia

Olá, pessoal, demorei um pouquinho mas voltei!

Hoje quero compartilhar com vocês um pouco da minha última travessia aquática. Gosto de compartilhar com vocês um pouquinho das minhas provas para animar e incentivar todo mundo hehe. Eu conheço muita gente que nada, mas que tem medo de fazer travessias no mar, eu super entendo, porque realmente é bem diferente. A técnica do nado muda, precisamos respirar intercalando lado e frente, precisamos ter atenção a navegação, ou seja, nadar reto hehe… Acredito que para quem é iniciante a principal dificuldade é nadar reto.

Se você já nada e quer buscar novos desafios eu super recomendo achar uma travessia bacana e de preferência com uma metragem menor para começar.

A sensação de nadar no mar é incrível, é você e a natureza, aquele barulho gostoso de mar, fora a sensação de superação, afinal o mar é imprevisível e temos que saber respeitá-lo.

Minha última travessia foi dia 24 de setembro em Bertioga no Canto do Indaiá, uma praia normalmente calma e gostosa. O circuito é organizado pela TH5 eventos e tem aquatlhon e travessia no mesmo dia. Ainda não fiz o aquatlhon deles, mas pretendo.

A organização da prova é boa, não teve atrasos nas largadas, tudo bem tranquilo. O único problema que tivemos foi o tempo, a semana foi toda de sol e tempo super aberto, mas um dia antes o tempo mudou, começou a ventar e adivinhe? O mar estava mexido. Esse ano não tive muita sorte com o mar hahah, a Volta do Parcel foi cancelada e em outras travessias estava chovendo.. Vamos colaborar ai São Pedro hahaha…

20170924_094326

 

O que me chamou atenção foi a grande quantidade de barcos e suporte durante a prova, já aconteceu de eu ir para provas e olhar para o lado e não ver nenhum barquinho, isso dá uma sensação de medo! HAHAHA..

Como o mar não estava muito bom, o começo da prova foi difícil, muita onda e marola até a primeira boia, depois muita onda te pegando de lado até a segunda boia, mas a volta foi só alegria, o único porém é que eram duas voltas de 1000 mts, ou seja, sofrer tudo outra vez hahaha..

Fiquei contente com meu resultado, peguei primeiro lugar na minha categoria e fiz um tempo que considerei bom. De resto foi muita diversão e risada com meus parceiros amigos e meu marido que tá lá sempre me apoiando hehe.

20170924_125742

Nessa hora o sol já tinha voltado, mas era hora de voltar para casa. Agora estou aguardando esse sol ansiosamente em Ilha Bela, dia 5 de novembro tem Travessia do Canal de Ilha Bela, prova belíssima e um pouco mais difícil, afinal são quase 4k entre o continente e a Ilha.

Bora treinar que falta pouco! E você sabe nadar? Já fez alguma travessia? Quer se aventurar pelos mares? Conta pra mim!

Corrida Vênus 15k – Eu fui!

Como vocês sabem eu gosto muito de correr, comecei a correr a cerca de 6 anos inspirada pelo meu pai e nunca mais parei. Não sou nenhuma atleta e também não corro visando tempo, tento sempre fazer o meu melhor, mas meu objetivo é sempre me divertir e claro, chegar até o final sem muito sofrimento, rss.

Domingo, dia 3 de setembro, foi dia de mais uma prova feminina (esse ano só corri provas femininas rs). Já faço a vênus há uns 3 anos e gosto bastante, a corrida é muito bem organizada e eu confesso que adoro essa vibe de corrida só para mulheres, é muito legal ver as meninas se superando e mostrando nosso poder pelas ruas de Sampa.

A retirada do kit foi no sábado na própria arena da prova, tinha várias atividades para fazer, porém eu não fui com muito tempo e acabei só dando uma olhadinha nas coisas, peguei o kit, tudo bem tranquilo e sem filas.

20170902_165509 (2)

Domingo saímos de casa as 6 horas (adoro corrida no Jockey porque não preciso madrugar hehe), chegamos por lá e já estava super difícil de estacionar, vários “guardadores” e não pense que qualquer 5 reais era suficiente para eles, queriam o valor de 20 reais, acho um verdadeiro absurdo você ter que pagar para deixar o seu carro em uma via pública. Todos os eventos são assim, não é possível que ninguém veja.

Conseguimos parar e ficamos aguardando a largada que se deu pontualmente as 7h30 para quem iria correr os 10k e 15k. A largada foi bem legal, muita música e alto astral. Os 3 primeiros km foram difíceis de correr, muita gente, o negócio era curtir o momento. Depois foi ficando bem mais tranquilo e deu para achar um pace confortável.

No percurso teve água com uma boa frequência (eu adoro porque sinto muita cede rs), Gatorade no 7k, gel de carboidratos no 10k e jujubas no final. Cheguei bem, um pouco cansada, mas tudo dentro do esperado.

20170903_100731

Depois fomos andar pela arena comprar algumas coisinhas rss.. Uma coisa que tenho que comentar é sobre o kit lanche, ele já foi bem melhor. Só tinha industrializados (bolachinha e barra de cereal), lembro de um lanche que vinha um pão com queijo, era bem gostoso, que saudade hehe – Hello, organização!!

Meu kit foi o básico, camiseta e sacolinha, achei o material da camiseta desse ano melhor para correr. Agora estou aqui decidindo se me inscrevo para a W21 ou não, veremos cenas dos próximos capítulos, rsss.

Você estava lá? Conta para mim o que achou!!

Bons treinos!

Princesa Magical Run 2017 – Eu fui!

Sim, sei que já faz um tempinho, mas só agora consegui parar para escrever sobre essa corrida que foi sensacional. Para quem não sabe, sou super apaixonada por Disney, princesas e tudo mais que o universo mágico possa me proporcionar.

Eu já havia corrido a Disney Magic Run, creio que em 2012 e gostado bastante, porém achei que pelo valor da corrida minhas expectativas não foram atingidas.

Esse ano, porém, resolvi arriscar de novo e fui dessa vez para a famosa corrida das princesas, e nesta edição todas as minhas expectativas foram alcançadas.

A corrida ocorreu dia 12 de março no Jockey Club com um percurso bem tradicional para quem está acostumado a correr na região, tinha a opção da caminhada de 3k e corrida de 7k. A entrega de kits ocorreu no próprio Jockey e durou 3 dias, eu fui no sábado e encontrei o local super organizado, além de algumas princesas para fotos. Na realidade essa foi minha maior alegria: poder tirar fotos com as princesas. (Me julguem HAHAH).

IMG_20170312_064224142 (1)

Adorei a corrida, achei tudo bem organizado, o kit de um modo geral foi bacana (tirando aquele pedaço de pano amarelo que na foto parecia uma saia, mas que na verdade não é) e o percurso é o meu preferido aqui em São Paulo.

No domingo chegamos cedo e logo fomos para a largada, o tempo estava bom, porém muito quente, senti muito no final da corrida e olha que a largada foi as 7 horas, fico pesando no pessoal da caminhada que iria sair as 8h30.

Após a corrida ainda fui em uma lojinha montada com produtos Disney e consegui um copo na promoção (rs).

9681634_FAG_0866

Provavelmente ano que vem estarei por lá de novo! E você, gosta de correr? Já fez alguma prova ou está tentando começar os treinos? Me conte um pouquinho!!

Fuga das Ilhas 2016, eu fui!!

 

Pra quem não sabe, nado desde meus seis aninhos (faz, assim, pouco tempo rs) e sou completamente apaixonada por natação. Sou apaixonada agora, porque quando comecei, não gostava tanto. Sempre digo para meus pacientes, procurem alguma atividade que te proporcione prazer, depois que achar, fazer exercício vai ser maravilhoso!

Em dezembro fui participar pela sexta vez consecutiva da minha travessia aquática preferida: Fuga das Ilhas.

Amo a prova, porque ela é realizada em uma praia lindíssima e charmosa, além de ser a última do ano, então vamos com aquela sensação de dever cumprido e como sempre tem alguém estreando, nadamos sem metas e grandes objetivos, o que deixa tudo uma grande festa.

Somos levados de escuna da praia, desembarcamos em uma ilha a 2 mil metros do continente e de lá voltamos nadando. A prova tem toda estrutura de barcos, escunas, stand up e bombeiros para a segurança dos participantes, além de médicos e enfermeiros para algum incidente.

Como estava hospedada em Maresias, saímos do chalé por volta as 7 horas e chegamos um pouco antes das 8 em Barra do Sahy, o trânsito era intenso, ou seja, saia cedo, porque as 8 horas já é a largada da primeira bateria e como a praia é super pequena falta espaço para tanto carro.

Acabamos parando em um estacionamento, que esse ano estava uma exploração, 50 reais, isso me deixa muito chateada, somos muito explorados em qualquer evento, me lembro que ano passado o estacionamento foi 20 reais, sábado quando fomos buscar o kit era 20 reais e no dia da prova custou 50, bem complicado, enfim, não tinha muita opção.

A praia estava bem cheia, mas conseguimos um local bem gostoso pra deixar nossa tenda, o pessoal da academia já havia chegado e ficamos em baixo de umas árvores e bem próximo da chegada dos atletas.

Meu embarque foi as 10 horas e a largada da ilha as 11, o mar estava bem agitado e em alguns momentos eu sentia que nadava, nadava e não saia do lugar. Nadei na cia de vários amigos e foi tudo uma grande festa. Na chegada alguns caldos, mas tudo dentro dos conformes (rs).

Nadar na piscina é uma delicia, mas nadar no mar é sensacional, a sensação gostosa de estar no meio da natureza é incrível!

No próximo ano não sei se me dedico mais a natação, a corrida ou aos dois juntos (rs).

Muitas vezes me perguntam por que eu gosto tanto de nadar ou correr, se é para emagrecer ou coisa parecida, não posso ser hipócrita e dizer que não penso na estética, óbvio que sim, mas a prática do exercício pra mim é muito mais que isso, é aquela sensação pós prova, maravilhosa cheia de endorfina, é a possibilidade de fazer grandes amigos, é a chance de compartilhar momentos.

Nessa prova nós acompanhamos duas meninas que nunca tinham nadado no mar, e foi tão gratificante, muito mais gratificante do que fazer meu melhor tempo. É lindo de ver o brilho nos olhos da pessoa e a felicidade de ter conseguido.

O esporte é muito mais do que melhorar tempo, ganhar medalhas ou troféus, é mesmo fazendo um esporte individual, como a natação, pensar no coletivo. É só amor envolvido!  ♥

img_20161211_130154529