Como está sua relação com a atividade física e exercícios?

Eu nunca tive uma boa relação com exercícios físicos, quando criança lembro de detestar a aula de educação física, se pudesse eu fugia da aula, infelizmente não era possível e sofria toda vez que tinha que ir à quadra.

O sofrimento todo era por causa do meu corpo, fui uma criança gordinha e desajeitada, não conseguia correr muito, nem fazer atividades muito ágeis, com isso sempre era uma das últimas a ser escolhida para os grupos, isso foi tão marcante pra mim que até hoje não gosto de esportes coletivos. Eu li uma frase no livro “A coragem de ser imperfeito” que também me tocou bastante, a autora contava sobre sua filha, ela também estava triste porque não queria ser mais tratada como “os outros”, ela queria ser chamada pelo nome… Isso era uma coisa que me incomodava muito, ser a gordinha sem nome, a última do time, enfim…

Com minha falta de habilidades para esportes coletivos e corrida, passei a me dedicar a natação, nado desde os seis anos e confesso que também não gostava, porém aos pouquinhos a água foi me cativando, nesse época minha dificuldade era com a perfeição, eu queria ser boa como as meninas mais velhas, mais rápidas, nem sempre era possível, e eu me chateava… Era a insegurança batendo…

Fui crescendo e a minha relação com o exercício passou a ser de “emagrecer”, eu passei a ir todos os dias, corria, fazia musculação, nadava, fazia tudo o que era possível e pensava em quantas calorias estava gastando em cada atividade.

Veio a corrida, que me conquistou logo de cara, porém aos poucos começou a virar uma obrigação, eu tinha que correr porque tinha que fazer a meia maratona… deixou de ser eu quero, para ser eu tenho, e percebi que isso não estava mais sendo saudável.

O que eu quero dizer com toda a minha história é que muitas vezes colocamos um significado no exercício que devemos ressignificar..

Hoje eu já me arrisco a participar de algumas atividades coletivas, não é fácil, mas tento, porém eu descobri um prazer enorme em outras atividades, durante minha vida já experimentei um pouco de tudo, acho super válido, quanto mais experimentar, mas saberá do que gosta!

Mas também não adianta sair do pensamento de “detesto exercício” para “tenho que fazer exercício”.

A prática de atividade física deve ser prazerosa, gostosa, não deve ser punição, não deve servir para eliminar as calorias, ela deve fazer parte da sua vida de uma forma gostosa.

Experimente novas atividades, hoje em dia temos tanta opção, você não precisa fazer um tipo de exercício especifico. Se você não gosta de academia, porque não tenta dança, circo, funcional?

A atividade física tem uma função tão importante na nossa vida que vale a pena tentar!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s