Nossa, como você engordou?

Essa semana atendi uma paciente na casa dos 50 anos, que me relatou um medo grande de engordar, ela me procurou para ajudá-la nesse processo de emagrecimento, conversamos bastante e ela me contou que sua mãe tem um medo ainda maior que o dela de engordar e que até hoje comenta que ela está gorda ou que ela não emagrece porque está comendo isso ou aquilo.

Ela também me contou que comia escondida quando morava com a mãe e que quando foi morar sozinha passou a comer muito, justamente porque não tinha ninguém julgando o seu comportamento. Vocês acreditam que o ganho de peso dela tem a ver com o comportamento da mãe? Eu digo para você que sim, pode não ser a única causa, mas com certeza isso influenciou.

Reflita comigo: quantas vezes você já comentou sobre o corpo de uma outra pessoa? Você já julgou alguém pelo que ela estava comendo?

Você já reparou que basta a gente engordar 1 ou 2 kg que as pessoas já vem comentar que engordamos, que estamos comendo demais, entre outras coisas. O contrário também é bem comum, quando a gente emagrece as pessoas vem com aquele sorriso e alegria perguntando como conseguimos emagrecer, qual o segredo, entre outros.

Já ouvi muitas vezes pessoas dizendo: “Ah você estava doente? Poxa, pelo menos você emagreceu…” Olha como isso é sério, achar que emagrecer por uma doença é saudável.. Vamos nos policiar mais, não importa se a pessoa engordou ou emagreceu, isso não te diz respeito, você não sabe o que aquela pessoa está passando, quais são seus problemas ou motivos para aumento ou diminuição de peso. Isso é tão importante para você? Não devemos rotular ninguém pelo peso!!

Mães, pais, avôs, avós, tios e tias, cuidado com o julgamento com as crianças, cuidado com os comentários sobre peso, posso dizer que a grande maioria dos casos de anorexia, bulimia ou compulsão alimentar vem por essa cobrança de um peso x ou y. Podemos sim tratar a obesidade, sobrepeso e emagrecimento de uma maneira mais leve, sem julgamento.

Procure ajuda de um profissional qualificado e que não te julgue!
Você já sofreu com esse tipo de comentário? Conta aqui pra mim..