O que colocar na lancheira do meu filho?

O lanche da escola é um momento bem importante do dia e o que vamos colocar de lanche depende muito de como é a rotina da família e principalmente a fome da criança.

Vejo muitos pais reclamando que o lanche sempre volta. Será que não estamos exagerando na quantidade de alimentos? Será que não estamos mandando todos os dias os mesmos alimentos e a criança não se sente estimulada a comer?

É sempre importante priorizar os alimentos feitos em casa, muito mais naturais e nutritivos.

Evite mandar somente comidas industrializadas, como por exemplo, suco de caixinha, bisnaguinha com requeijão e iogurte de frutas. Nesse exemplo, todos os alimentos são industrializados, com corantes, conservantes, açúcares e não há a presença de nenhum alimento caseiro e natural. Isso não significa que você não possa mandar algum desses alimentos, por exemplo, caso você queira enviar bisnaguinhas, é só incluir uma fruta ou suco de fruta natural e um queijo no lugar do requeijão.

Dê preferência para os alimentos mais nutritivos e fáceis de comer com a mão, muitas vezes as crianças não comem porque estão com pressa para brincar.

Não esqueça que a criança vai comer na escola o que tem o hábito de comer em casa, não adianta incluir frutas na lancheira se ela não tem esse costume em casa, provavelmente ela vai comer o restante do lanche e deixar a fruta.

Chame seu filho também para te ajudar a preparar o lanche, isso incentiva o consumo.

Algumas opções de lanche:

Opção 1:

– Bolo simples (banana, maça, laranja, cenoura, cacau) + 1 iogurte + 1 fruta (de preferência já picadas ou fáceis de comer;

Opção 2:

– Sanduíche de pão integral com queijo + 1 fruta + água de coco (se for de caixinha, observar o rótulo e optar por versões sem açúcar, corantes e conservantes)

Opção 3:

– Iogurte com granola e fruta picadinha + biscoitinhos integrais

Opção 4:

– Bisnaguinha com géleia de frutas + 1 iorgute + 1 fruta

Opção 5:

– Wrap com patê de frango + alface + 1 fruta + água de coco (se for de caixinha, observar o rótulo e optar por versões sem açúcar, corantes e conservantes)

Dentro dessas opções há milhares de combinações e outras possibilidades. E você, o que costuma mandar para seu filho na escola? Como é a aceitação? Conta pra gente!

Nutri, eu preciso emagrecer!!!

Essa é a umas das frases mais faladas pelos meus pacientes. Não sei se todos sabem, mas faço atendimento tanto particular quanto na rede pública de um município da Grande São Paulo e esse pedido é comum nos dois lugares, mesmo com perfis tão distintos.

Essa semana atendi uma mulher jovem, na casa dos 30 anos, ansiosa, chegou falando rápido e seu primeiro pedido foi: “Dra., eu preciso emagrecer!”. Sabe aquele pedido cheio de significados, cheio de angustia, e sim, era um pedido de ajuda.

Aos poucos fomos conversando e ela se acalmou. No caso dela, o pedido do emagrecimento era por conta do casamento que será em novembro e ela “precisa” entrar em um vestido bonito, porque “os vestidos mais bonitos são para magras”.

Nesse momento meu coração ficou apertadinho, eu também casei a pouco tempo e sei como esse momento é tão especial na vida de uma mulher, me lembrei do dia que fui escolher meu vestido de noiva e fiquei encantada logo pelo primeiro que experimentei. Lembrei também que a minha única preocupação era me sentir a noiva mais linda e eu me senti. Pensei comigo, será que essa moça, linda, cheia de expectativas, irá conseguir se sentir linda nesse momento? Eu acho que não!! Sabe por quê? Porque ela não se acha linda, ela acha que a beleza está ligada a ser magra e que pode acabar perdendo o noivo por não estar tão bela.

Conversamos muito e sabe qual foi a meta de perda de peso que passei para ela? Nenhuma! A meta para próxima semana foi se amar mais, olhar no espelho e se sentir bonita, pensar em alguma atividade que ela se identifique e goste de fazer. Lógico que conversamos sobre nutrição e pedi para ela comer um pouco mais devagar, tomar mais água, algumas pequenas coisas que vi que seriam possíveis de ir mudando nesse início.

Ainda teremos um tratamento longo pela frente, mas meu desejo é que essa moça, no dia de seu casamento, se sinta linda independente do número da balança, que ela se aceite e se ame!

E você, já parou para pensar porque quer emagrecer? Será que é porque você não está se sentindo bem e sabe que tem hábitos que podem ser mudados e quer uma qualidade de vida melhor? Ou será que você quer emagrecer porque seu marido, pais, amigos, dizem que é preciso? Ou porque a blogueira musa-fitness tem um corpo maravilhoso e você quer ser como ela?